Li num livro…

"Pense um pouco na maneira como fomos educados, formados, adestrados. Havia um padrão a ser seguido: nascer, ser vacinado, estudar — de preferência obtendo notas altas —, formar-se, encontrar, junto com um bom emprego, o grande amor de nossas vidas. Fomos educados para alcançar resultados, e não para valorizar os processos, esses meios-tempos indispensáveis para... Continuar Lendo →

A contramão é o meu lado certo

Eu ando na contramão. Dos carros. Do óbvio. Do tempo. Da pose. Das opiniões. Do ritmo. Do estereótipo. Dos bons costumes. Do “perigo”. Da produtividade. Do sucesso. De algumas leis. Eu ando a pé. Com isso demoro mais pra chegar, mas chego em mim mesma enquanto assisto ao trânsito. De carro eu não teria sentido... Continuar Lendo →

A minha coragem não pode mudar o mundo

“A gente tem que admitir nossos limites.” Eu voltei pra terapia neste mês, por perceber que estou precisando trabalhar o meu “luto” do João ter ido embora morar com o pai. E essa foi uma das frases que falei na primeira sessão de retorno, enquanto processava em voz alta tudo o que estou passando neste... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑