Ser adulta é FODA. Mas é libertador!

Aos 45 do segundo tempo de junho, o mês de tantas reviravoltas na minha vida, cá estou de volta com um texto que foi crescendo dentro de mim com o passar dos últimos dias... Quero falar sobre ser adulta. Saber o que se quer. Fazer escolhas. Arcar com as consequências. Tudo com autorresponsabilidade, ou seja,... Continuar Lendo →

SER mãe ou DAR mãe?

Eu li/ouvi na semana passada o livro “Pais inteligentes criam sucessores, não herdeiros”, do autor Augusto Cury. Não tinham me indicado nem estava na minha lista, mas passando pelos audiolivros do app que uso, o nome me chamou atenção. Justamente porque o meu compromisso número 1 para este ano é ser a MELHOR MÃE POSSÍVEL... Continuar Lendo →

Eu sou uma viciada em recuperação

Há duas semanas, quando eu escrevi o post contando "A vergonha da minha maior vergonha", achei que tinha chegado ao nível máximo de me expor. Achei que nada podia ser mais profundo do que falar de uma anomalia no meu DNA, que causou um defeito físico que escondi por anos. Eu estava completamente enganada. Havia... Continuar Lendo →

Você tem uma pessoa?

É o primeiro post que escrevo na categoria Vida de Mulher, e poderia abordar muitos outros temas, mas quero aqui falar de um que é parte enorme da(S) minha(S) vida(S) e dizer por que acho que deveria ser assim com TODA MULHER: a amizade verdadeira, de longo prazo, que ultrapassa barreiras físicas e ideológicas. Com todos... Continuar Lendo →

A história de nós duas

É Dia d@s Namorad@s! ❤ E, sem nem entrar no mérito de essa data ser válida ou apenas uma jogada comercial (aqui em casa, abolimos comprar presente fora já faz um tempo), achei que valia a pena usá-la pra contar um pouco de como foi o meu namoro com a Mari. Até porque se tem... Continuar Lendo →

Sim, Deus me ama!

Eu nasci e cresci dentro da Igreja Presbiteriana Independente. Não que tenha nascido fora da maternidade, rs, mas a igreja era mesmo a minha segunda casa desde que saí daquela. Meus pais também foram criados na igreja, lá se conheceram, e na mesma igreja onde eles se casaram, no bairro do Ipiranga, São Paulo, eu... Continuar Lendo →

A História da Mamãe Julie

Quando eu era criança, até o início da minha adolescência, ao me perguntarem o que eu queria ser quando crescesse, a resposta era uma só: MÃE! Como escrevi no primeiro post da minha Vida de Esposa, isso na minha cabeça significava me casar (com um homem, "claro"), ficar uns anos curtindo a vida a dois... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑